Joyce Braga
Browsing Category

Vida de Blogueira

Bate papo Vida de Blogueira

Blogosfera, aonde você está?

Rascunhei muito antes de começar essa postagem e no final das contas, vou escrever aquilo que me vem a cabeça porque ando preocupada com o rumo de tudo isso aqui. Faz tempo que eu (e não somente eu) venho notando que o sentido genuíno de blogar findou-se ou esta perto disso, e todas as vezes que busco uma explicação, fico mais confusa ainda. Eu nem sei mais há quantos anos eu blogo.. perdi as contas (antes do JB, eu já tive outros blogs) e não me lembro de viver uma situação como esta: Blogueiras boas desistindo de seus blogs e com isso dando abertura para aquelas que fazem disso aqui um verdadeiro carnaval o ano inteiro. Virou teatro, espetáculo… virou irreal e cada dia que passa eu me pergunto em que lugar eu fui parar.

Nesse mesmo barco que me encontro, tem uma leva que vem das antigas e que se fazem a mesma pergunta. Porque raios tudo mudou tanto? Não faz muito tempo que ser “blogueiro” virou profissão e que vibramos por isso – pelo reconhecimento das empresas que perceberam o quanto esse veículo é informativo, rentável e popular. Quando eu, finalmente recebi dinheiro pelo primeiro publi, pulei de alegria pois aquilo era uma maneira muito clara de me dizerem: “Oi, apreciamos o que você faz! Queremos trabalhar com você” e não nego que até hoje é assim. Fico feliz e envaidecida a cada contratação porque não se vive só de amor por aqui. O amor é e sempre será um combustível valioso, mas também temos que prestar contas no final do mês, e isso só se paga com dinheiro. Há quem julgue os publis, mas isso é pano pra manga e rende outro post.

Nós que acompanhamos toda essa evolução, ficamos felizes por hoje termos esse reconhecimento, em contrapartida, estamos engasgados com o rumo  dessa “profissão” ainda nova. Por razões de inexperiência ou pelo fato de ainda ser tudo muito novo, muitas “blogueiras” ou “pseudo blogueiras” estão fazendo disso aqui, que antes era apenas uma página na internet onde você compartilhava suas experiências REAIS sobre determinado assunto, um verdadeiro circo. Estão vendendo lendas. Você já não sabe mais identificar o que é verdadeiro e o que é fake. Resenhas (quando tem) cada vez mais comerciais e nada sinceras, publicidades não sinalizadas.. e ainda tem aquelas que apenas compartilham os vídeos do YouTube no blog (e isso é blogar? Ou será apenas mais um lugar onde você divulga seu canal?) Ah, e por falar em vídeos.. que tal “Minha rotina matinal” – e aí vem aquele filminho perfeito, com cama praticamente arrumada, quarto arrumado, café na cama com um boy magia todo maravilhoso.. Ou então vídeo de como “aprender a fazer o quadradinho de 8?” ou ainda “dicas inúteis sobre como usar determinado apetrecho?” Aff, é tanta baboseira.. é tanta apelação que nem sei… daí logo me surge mais uma pergunta: Cadê o conteúdo?

UntitledBLOG

Antes de ser blogueira, também sou leitora. E me dá uma tristeza danada ter que deixar de acompanhar determinados blogs que antes eram meus favoritos, simplesmente porque perderam sua essência ou então porque se tornaram mecânicos demais. Eu entendo que existe uma pessoa por trás do blog e que ela pode mudar. O que eu não entendo é o fato de mudar uma personalidade tão única, e se tornar algo tão diferente, só para fazer parte da modinha. Algumas perceberam que o público teen fazem bastante barulho nas redes sociais e por conta disso decidiram abandonar seus conteúdos que antes eram relevantes, para então criar algo vazio, bobo só para atender a demanda. Esquecem que tudo isso passa, e que o próprio público teen que faz tanto barulho, também é o primeiro a vir com as cobranças, com os comentários indesejados e etc, tudo pela falta de maturidade mesmo ( E vejam bem, eu não estou generalizando… tem muito adolescente com cabeça boa). Aí depois essas mesmas “Blogueiras” que mudaram seus estilos só pela audiência, reclamam da falta de privacidade, dos comentários abusivos e blá blá blá. Um paradoxo inesgotável.

Sinto falta de conteúdo. Sinto falta de blog genuíno. Sinto falta daquela blogueira de verdade, que passa horas na frente do computador procurando por referências, que trabalha massivamente na pesquisa antes de publicar qualquer coisa. Daquela que quando vai testar um produto, dá a sua opinião verdadeira e não porque foi um jabá de empresa. E eu não digo que você tem que vir a público gongar uma marca para mostrar “Olha como eu sou sincera”. Blogueira de verdade quando não gosta de um produto recebido, ela nem posta. Guarda pra si, porque sabe que a experiência é pessoal e que sabendo do seu poder de influência, não vai jogar na rede a sua experiência ruim sendo que pode ser algo totalmente diferente com outra pessoa.

Sei lá, está faltando bom senso de um modo geral. Bom senso no que se escreve, bom senso nos comentários de leitores, bom senso das empresas que compram falsos posicionamentos só pelo marketing. Aqui, não é “topa tudo por dinheiro”. Aqui ainda é um lugar onde se compartilha experiências reais.

Procuro manter a minha sanidade e continuar apostando que tudo isso vá mudar. Que quando a modinha passar, fiquem apenas aquelas que realmente estão aqui – cada uma no seu cantinho, comendo pelas beiradas – tentando fazer a engrenagem rodar mesmo parecendo estar na contramão. Não quero ver chegar o dia em que eu precise escrever: ” Esse é o último post do Joyce Braga”. Não quero deixar de acreditar. Quero ver isso mudar e viver essa mudança… quero estar aqui, sentada na frente desse computador que trava mais do que qualquer coisa, rascunhando, pesquisando e escrevendo para vocês.

…Para vocês que assim como eu, valorizam cada minuto lendo um artigo do seu blog favorito. Para vocês que assim como eu, aprendem tanto na internet e que fazem dela um ambiente saudável, leve e honesta.

Ei mundo blogueiro, volte aqui…

kaboompics.com_White laptop, female hand, note, pen, phone, desk

Dicas da Joy Outros Vida de Blogueira

Como eu me organizo – Planner 2016

Oi gente! O post de hoje é uma dica de organização pessoal/profissional. O primeiro mês do ano sempre traz aquela vontade de organizar melhor a rotina, os objetivos para que no decorrer dos meses, tudo possa fluir com mais controle e tranquilidade. Pensando nisso, fiz um vídeo do meu planner e nele eu dei várias dicas de como montar o seu em casa, gastando bem pouco. Espero que o vídeo ajude, inspire e que torne seus dias mais produtivos.

IMG_3763

IMG_3764

IMG_3767

Algumas das folhas impressas eu fiz download lá do blog Casinha arrumada e o calendário mensal, no blog E aí beleza em parceria com o Canson Colorido.

Variados Vida de Blogueira

Enjoy Colors Design + novidades por aqui

Olá pessoal! Neste post quero conversar com vocês sobre “coisas novas”, começando por pequenas alterações aqui no Layout do JB. Ganhamos um background coloridinho e um novo Logotipo. E apesar das mudanças serem bem pontuais, acredito que tenha dado um toque mais charmoso para o blog que sinceramente eu estava achando meio sem graça rs.

Parte dessa vontade em melhorar a carinha do blog, vem do meu novo projeto, chamado Enjoy Colors Design ♥. E sim, depois de tanto fuçar em códigos para produzir meu próprio layout, eis que me veio a ideia de entrar para essa área de design e programação de forma mais profissional. Estou em curso ainda e a jornada é longa, contudo posso dizer que já aprendi bastante coisa e tenho gostado de estudar sobre. Isso tem me motivado a criar, desenvolver e por conta disso já nasceram alguns trabalhos que me enchem de orgulho.

Além do meu blog, tive o prazer de desenvolver mais outros três. O primeiro deles foi o da minha amiga Gabi Lourenço. Saca só como ficou:

gab

Logo depois, veio o da lindona Ale Bittencourt, com um design super clean, do tipo que não cansa a vista ao navegar. Espia o resultado:

ale

Por fim, o mais recente foi o da Nathy Rodrigues, do blog Amamos Makes. Um layout super fofo e delicado:

nathy

Acredito que vocês tenham percebido que todos eles, inclusive o meu, seguem um estilo mais “limpo” sem muitas firulas. Penso que menos é mais e pequenos detalhes fazem toda a diferença.

Estou bem feliz com o resultado de todos eles e animada com essa nova fase. Mexer com cores – criação de um modo geral é algo realmente inspirador.

Se você gostou dos meus trabalhos e ficou afim de dar uma repaginada no seu blog, é só entrar em contato através do email: enjoycolorsdesign@gmail.com ou falar comigo pela página que eu criei, clicando aqui. Lembrando que no momento estou trabalhando apenas com layouts para WordPress e que além disso, também crio Logotipos, entre outras coisinhas ♥

Dicas da Joy Vida de Blogueira

Tudo sobre o meu computador LG All In One

Demorei com esse post, eu sei. Mas enfim ele chegou rs. Ano passado ganhei de aniversário o computador da LG – All in one. Neste post contarei a vocês tudo sobre ele e os programas que mais utilizo.

azul

Para falar mais tecnicamente, chamei Heber (meu namorado)  para me dar uma orientação, pois eu entendo pouco dessa parte de configuração e eu sei o quanto isso é importante no momento da compra. Então vamos lá:

A linha All in One da LG une monitor e cpu em uma peça única, deixando o ambiente muito mais clean – sem fios e ainda otimiza espaços em ambientes pequenos.

Desenvolvido para uso doméstico, já que para profissionais ele deixa um pouco a desejar no quesito performance. O LG V320-M é um dos modelos que traz funcionalidades extras para o consumidor – como um monitor que serve de televisão.

Especificações técnicas do modelo que escolhi:

  • 3ª geração Processador Intel® Core™ i5
  • HD 500Gb e memória de 4Gb (podendo ser expansível até 8gb)
  • Windows 8.1 (64Bits)
  • 23” IPS LED Full HD (1920×1080)
  • TV Digital com controle remoto
  • Bluetooth 4.0 e HDMI
  • Bivolt
  • Acompanha teclado e mouse sem fio.
  • 6 entradas usb e uma entrada para cartão de memória

Como é usar esse computador no dia a dia:

Apesar dele ser para uso doméstico, trabalho nele. Obviamente que não é uma super máquina e que eu não tenha algumas “dores de cabeça” com ela, afinal com as configurações citadas acima, não se pode exigir muito. No entanto, não tenho grandes reclamações ainda.

Uso programas pesados como Photoshop, Lightroom, Sony Vegas, Illustrator – entre outros e eu confesso para vocês que não dá para usar dois programas desses ao mesmo tempo e com navegador aberto (eu uso o firefox). Trava tudo e aí só matando algum serviço para dar continuidade ao trabalho. Essa é a parte chata, principalmente para mim que gosto de fazer mil coisas ao mesmo tempo.

Sempre que preciso editar foto no Lightroom (que é praticamente todo dia, já que vocês sabem que eu amo esse programa e eu já falei dele aqui), tenho que fechar o firefox para não travar. Para que tudo rodasse sem travamentos, eu teria que aumentar a memória dele – que pode ser expansível até 8gb.

Meu editor de vídeos é o Sony vegas e aqui nesse computador ele roda com tranquilidade. Nunca travou e renderiza super rápido. Enquanto que no meu antigo notebook eu levava no mínimo 2h para renderizar, neste pc eu não levo nem 1h.

Eu não uso ele para jogos e dependendo do jogo, pode ser que ele também não rode com facilidade, mas conversando com o meu namorado, isso depende muito do jogo em questão.

O Windows 8 foi algo que eu levei um certo tempo para me acostumar, mas hoje em dia estou perfeitamente adaptada. A questão da TV ainda não testei mas na parte de trás do computador tem uma saída para que você possa conectar sua tv a cabo ou antena coletiva (caso more em prédio).

Por ser compacto, ele ocupa pouquíssimo espaço na bancada – além de ser branco . O fato de não ter fios é algo muito maravilhoso porque ver aquela montanha de fios embolados me dá verdadeira aflição.

Resumindo:

É um bom computador. Não é dos melhores e nem dos piores, ele fica ali no meio termo. Na época ele custou R$2300 e pelo preço, acredito que tenha sido um bom investimento, até porque que estava em busca de um desktop onde a tela fosse grande (LCD de 23 é vida, principalmente para a edição de fotos que ficou muito mais divertida e prazerosa).

Apesar das limitações, consigo trabalhar sem maiores estresses. Não sei por quanto tempo ele ficará comigo já que a probabilidade é de sempre fazermos um upgrade. Pode ser que tente aumentar a memória com o tempo, talvez.

Uma coisa que eu preciso para ontem é de um HD externo. Os 500gb que vem com ele parece muito, mas em quase um ano de uso já estou com quase todo o espaço tomado (é muita foto, muito vídeo) então, certamente terei de comprar um hd externo.

Recomendo a compra para você que não precisa de uma super mega máquina e que tem pouco espaço na bancada. Se você é blogueira ou trabalha com edição de fotos já sabe que vai ter algumas limitações nesse sentido, mas não é nada que te tire o sono. Eu uso esse computador todos os dias, por longas horas e nunca foi algo que me desse nos “nervos”. Até então tenho conseguido trabalhar sem muitos transtornos.

IMG_4568

Então é isso gente. Desculpem a demora pelo post. Espero que tenha sido útil.

Bate papo Variados Vida de Blogueira

Onde o blog se encaixa na minha vida?

Ter um blog nos dias de hoje se tornou algo bem comum. Pelo menos todo mundo da minha geração e os mais novos já entenderam que essa modalidade lucrativa ou não chegou para ficar e basta alguns clicks e pronto: o primeiro post está no ar, para quem quiser ver, e o mundo todo ler – basta ser descoberto.

IMG_4835

Para quem sempre gostou de escrever como eu, ter um blog e principalmente gostar dele é algo bem simples. E quando a gente descobre que não estamos mais falando sozinhos e que outras pessoas começam a interagir conosco é realmente muito prazeroso. Chega até ser engraçado.. há uns 5, 6 anos atrás tudo era bem diferente. Naquela época blogar era fazer da vida real um diário virtual. Era para compartilhar experiências sem ter que medir as palavras. Nem passava pela cabeça do blogueiro da antiga virar famoso, ter fã clube ou dar carteirada na balada só porque tem um blog popular. Tudo era bem mais simples.

Tenho blog faz muito tempo. Comecei com diários virtuais cujos os nomes nem me lembro mais – só sei que eram bem toscos e eu adorava divulgar um texto de autoajuda, postar uma “fotinha” marota e quando alguém comentava (que não era da minha família ou conhecido) eu pensava: Nossa, como essa pessoa me achou?

Sou do tempo que blog de sucesso era o que tinha parceria com a sigma makeup, que tinha mais de 5 mil seguidores do google, 86767474 comentários nas postagens e que maquiagem TOP eram as famosas paletas de 88, 120, 180 cores. Desconhecia o termo “page rank, google analytics, feedburner, mídia kit, seo” e por aí vai.

O interessante disso é perceber que mesmo naquela época, quando tudo era apenas um refúgio, o blog já era uma das coisas que eu priorizava. O tempo passou, eu mudei, a tecnologia evoluiu, o blogueiro passou a ser levado a sério pelas empresas, uma nova forma de comunicar surgiu.

Dois anos blogando profissionalmente e com o mesmo amor, possivelmente até mais. Hoje a interação com vocês é algo surreal para mim, embora eu ainda não seja tão conhecida assim. O blog está no topo da minha lista de prioridades e eu não consigo me ver longe disso aqui. Ganhando ou não ($) esse espaço será sempre feito com muito amor, porque já era assim mesmo antes de se tornar JB.

Como nesse mês o blog está aniversariando, cada dia é um filme que passa na minha cabeça. O tema desse post era algo que vinha rondando os meus pensamentos por um bom tempo e eu queria poder falar para vocês o quanto tudo isso é verdadeiramente importante para mim. Quando eu digo que o meu desejo é que o JB cresça, não é porque quero me tornar famosa. Não há interesse maior de minha parte que não seja o de compartilhar experiências. Os tempos são outros, eu sei, mas o meu objetivo é o mesmo: ser útil através de uma dica, inspirar e motivar através das palavras e do meu trabalho. Cada email ou comentário que recebo dizendo que eu ajudei de alguma forma, bate aquele sentimento de: ” Yeahhh, objetivo alcançado” ” fiz a diferença na vida de alguém”. Isso tem preço? Claro que não.

E tem como eu não priorizar o blog? Claro que não. Grande parte da minha vida, eu passo aqui e cada minuto é cedido com profundo carinho.