Joyce Braga
Browsing Category

Profissão maquiador

Profissão maquiador

Corretivos para maquiadores

Conforme prometido, o post de hoje é para mostrar os corretivos que mais tenho utilizado na minha case de trabalho como maquiadora. Fiz uma seleção legal de marcas e preços e tenho certeza que algum deles atenderão a necessidade de vocês profissionais, que estão em busca de bons corretivos para compor o kit de trabalho.

Eu confesso para vocês que prefiro trabalhar com produtos de texturas líquidas (isso vale para as bases e também para os corretivos) pelo simples fato de serem mais versáteis em todos os tipos de pele. Os corretivos cremosos/pastosos são ótimos mas apresentam uma textura bem densa/compacta e em peles maduras isso não é recomendado pois a chance de evidenciar ainda mais as rugas, tendem a craquelar nas linhas finas além do fato de não hidratarem (bem diferente dos corretivos líquidos hidratantes que são perfeitos para quem sofre de ressecamento da região dos olhos).

IMG_0226

Dos corretivos líquidos que gosto de trabalhar, aqui estão os meus preferidos (sem uma ordem de preferência, ok! Todos são ótimos).

Correting Concealer Healthy Mix Bourjois (preço em torno de R$50): Esse corretivo é da mesma linha da Base Healthy Mix, que vocês sabem que eu amo e já falei dela aqui. Ele é ótimo porque além de cobrir as olheiras, ele também ilumina a região. A textura é líquida, espalha com facilidade e a cobertura é de leve a média. Não craquela e segura bem por longas horas. O único problema é que a embalagem é pequena e só vem 10ml de produto. Eu tenho nas cores 52 e 53.

Pro Longwear Concealer MAC (preço R$89): Mais caro que todos estes da imagem, no entanto vale super a pena o investimento. A cobertura é total, não craquela, tem longa duração e tem acabamento sequinho. Pessoas de pele mista e oleosa geralmente amam esse produto. A embalagem é de vidro, com pump e são 9 ml (menos que o da Bourjois) com o diferencial de que uma pequena gotinha rende bem. Tenho nas cores NC20, NC30 e recentemente comprei o NC42 que estou esperando chegar.

BB cream para área dos olhos Loreal (preço R$27,90): Seguindo a mesma linha do BB cream da marca, esse produto é específico para a região dos olhos. A cobertura é espetacular e a textura bem líquida. Não craquela também e é super sequinha. Eu tenho na cor clara (que por sinal é bem amarelada e seria o equivalente a um bege médio).

Concealer Yellow Mary kay (preço R$38): Não sou muito adepta de corretivos coloridos (com exceção do coral/laranja que são perfeitos para peles negras) porém esse Yellow da Mary Kay é especial porque o tom amarelado é suave e por muitas vezes nem preciso passar por cima um corretivo do tom da pele da cliente porque ele se funde muito bem com a base. Sempre que uso corretivo colorido, uso primeiro o corretivo e depois a base. Geralmente esse processo é o inverso quando uso corretivos normais (prefiro a base antes do corretivo, pelo fato de muitas vezes a base já uniformizar bem o tom de pele da cliente e assim uso bem menos corretivo do que usaria se fosse o oposto). Esse produto da Mary Kay tem uma cobertura excelente e apesar de líquido, tem uma textura bem mais encorpada que os demais citados acima.

IMG_0317

Partindo para os corretivos cremosos/pastosos, eu tenho outros mas se for para indicar uma paleta de uso profissional, com certeza é a Dermacolor da Kryolan. Conhecidos mundialmente por serem os preferidos dos Tops maquiadores devido a cobertura total que oferecem, tampando inclusive vitiligo e tatuagens. O único ponto negativo é que se forem usadas sozinhas (sem um diluente), a aplicação fica mais chatinha porque eles são bem espessos e a cobertura fica extremamente pesada e fake (por isso a importância de se ter um diluente ou então na falta, dá para misturar com água termal ou hidratante). Não sei bem dizer a versão que eu tenho pois a nomenclatura já saiu da embalagem, mas as cores que vem nela são: D3w/ D4w/ D5w/ D10/ D11/ D13/ D14/ D15/ D16/ D17/ D20 e D32. O valor dessa paleta de 12 cores está em torno de R$400 e o investimento é alto, mas super vale a pena para profissionais.

É claro que o mercado oferece muitas outras marcas e tem opção para todos os bolsos. Ressalto aqui que estas são indicações baseadas na minha experiência profissional. Eu mesma já testei outras marcas e obviamente gosto de muitas. Selecionei estes pois são os que mais tenho utilizado nos últimos tempos. Espero que tenham gostado do post e que eu tenha ajudado de alguma forma.

Acompanhem a sequência de posts dessa série clicando aqui, aqui e aqui.

Beijos!

Dicas da Joy Profissão maquiador

Bases para maquiagem profissional

Dando continuidade as postagens da série “montando um kit de trabalho” para a profissão maquiador, cá estou para mostrar à vocês algumas das bases que tenho utilizado para trabalhar.

IMG_0224

Base para pele clara à morena:

1- Studio Sculpt MAC: Tenho a cor NC20 e essa é uma das minhas bases preferidas da marca para trabalhar. A cobertura é alta, não é pegajosa e tem uma durabilidade ótima! A consistência dela é mais encorpada e confere cobertura total dependendo da quantidade de camadas – geralmente duas são suficientes.

2- Instant age Rewind Maybelline: A cor que eu tenho é uma das mais claras que é a 130 Buff beige e sim, ela é a cor mais clara que eu tenho. Gosto dessa base para peles maduras já que o acabamento é mais hidratante. As vezes uso também para iluminar pontos estratégicos do rosto. Tem cobertura boa e aspecto mais natural.

3- Healthy Mix Bourjois: Tenho nas cores 52 e 53 e sim, são as minhas preferidas. Cobertura ótima, média e aspecto natural. Ela tampa bem manchinhas e olheiras, uniformiza legal a pele sem deixar a pessoa mascarada. A textura é bem líquida e leve, fácil de espalhar. A durabilidade é incrível e o legal dessa base é que tanto existe para peles oleosas como a versão para pele normal à seca. Resenha aqui.

4- Perfection Lumiére Chanel: Essa é a segunda mais clara da minha cartela de cores. Gosto dessa base mas confesso que uso pouco por ela ter um fundo mais rosado – e eu prefiro trabalhar com bases de fundo mais amarelados. A cobertura dela é boa e a durabilidade dispensa comentários.

5- Timewise Mary Kay efeito luminoso: Tenho a cor Ivory 5 e por ter esse acabamento mais luminoso, uso muito em peles secas ou maduras. A cobertura é excelente, podendo ser total dependendo da quantidade de camadas. A durabilidade é outra coisa que impressiona bastante.

6- Base Cobertura Média Mary Kay: A cor que eu tenho nesta base é a Beige 400 que é um tom de morena clara. Entre essa e a linha timewise, confesso que gosto mais dessa – primeiro porque acho a cobertura ainda melhor e segundo que praticamente não reflete na luz do flash. Assim que der, pretendo investir em mais cores dessa linha!

IMG_0219

Bases para morenas e negras

1- Diorskin Forever: A mais recente aquisição e na verdade foi presente da amiga querida Glaucia Sioli – Obrigada Glau! Essa base é sensacional, e não é somente pelo fato de ser uma Dior, mas também por realmente ter uma cobertura/textura maravilhosa. E o perfume? Incrível. Dura por muitas horas e assim como a perfection lumiere, dispensa comentários. A cor que eu tenho é a 040.

2 / 3 e 4 Bases Bh Cosmetics: Tenho quase todas as cores da marca, e se você quiser ver uma resenha bem completa dela, é só clicar aqui. São ótimas, cobertura média e durabilidade muito boa. Além do que não é nada grudenta, e se adapta muito bem aos variados tipos de pele.

5- Studio fix Fluid MAC – Cor NW50. Essa cor é bem escura e é perfeita para negras. Confesso que usaria bem mais se fosse NC. Gosto muito das bases da MAC de um modo geral porque todas tem uma cobertura boa com excelente durabilidade. Recomendo super – além do que, assim como Mary Kay, a cartela de cores é imensa.

6- Paleta Dermacolor Kryolan 12 cores – Não sei bem dizer a versão que eu tenho pois a nomenclatura já saiu da embalagem, mas as cores que vem nela são: D3w/ D4w/ D5w/ D10/ D11/ D13/ D14/ D15/ D16/ D17/ D20 e D32. Taí um produto que todo maquiador precisa ter, mesmo que use pouco (como eu), mas isso é uma questão bem pessoal. Prefiro trabalhar com bases líquidas, no entanto recorro à essa paleta sempre que preciso de um tom que esteja em desfalque na maleta, quando faço noivas ou quando pego clientes que realmente precisam de uma cobertura total na pele. A paleta tem uma cobertura altíssima e precisa ter cuidado para não deixar com aspecto pesado demais – recomendo usar sempre com o diluente da marca ou então com um bom hidratante ou água termal. O bom dessa gama de cores é que nela, podemos fazer as misturinhas. O valor é o mais salgado de todos, mas vale muito a pena pela qualidade e acabamento profissional que ela confere na maquiagem.

Vale ressaltar que se você ainda está montando seu kit inicial para trabalhar na área, não precisa começar com todas essas bases. Você pode comprar três tonalidades (clara, média e escura) e fazer misturinhas entre elas. Montar um kit para trabalhar sai bem caro, e o investimento precisa ser preferencialmente em produtos para pele (minha opinião). Obviamente que você pode começar com marcas mais acessíveis como Mary kay, Bourjois e até algumas da Maybelline que são consideradas de farmácia, até porque – bom maquiador é aquele que sabe identificar um produto bom independente da marca e o valor atribuído. E na medida do seu crescimento, invista numa cartela de cores maior e teste novas marcas. Cada base tem uma tecnologia e é super importante que um maquiador saiba trabalhar com qualquer uma delas.

Espero que tenha ajudado com este post. O próximo da série mostrarei os meus corretivos 😀 fique ligada!

Dicas da Joy Profissão maquiador

Higienização, finalização e acessórios para um maquiador

Dando continuidade a série de novas postagens sobre a profissão maquiador, hoje vou mostrar produtos de higienização, finalização e acessórios que eu uso para trabalhar e que recomendo para qualquer profissional da área.

IMG_5391

Para começar, antes mesmo de usar qualquer um desses produtos, é importante que o maquiador esteja com sua aparência em dia (cabelos, uniforme ou roupa adequada – sem decotes, ter a preocupação com a higiene pessoal é fundamental, principalmente quando se trabalha tão próximo do outro).

IMG_6952

Sempre que eu chego na casa de uma cliente, exponho meu material para ter fácil acesso aos itens e tento respeitar a organização para não me perder entre um produto e outro. Em seguida, higienizo minhas mãos com um alcool em gel e no caso eu uso este de baunilha da The beauty box. Gosto dele, porque além de desinfetar, ainda tem um cheirinho agradável de baunilha. É extremamente importante que você mantenha suas mãos limpas e livre de qualquer odor. E caso use algum produto com perfume, escolha algum que seja suave, já que suas mãos tocaram no rosto da cliente. Tem resenha desse alcool em gel aqui.

IMG_5396

Antes de começar a maquiagem propriamente, o maquiador deve preparar a pele do cliente antes e para isso, eu sempre limpo com um tônico adstringente para remover qualquer impureza que esteja sobre o rosto (tem resenha deste da vichy aqui). Em seguida vou para o hidratante e neste caso, levo sempre esses dois e escolho de acordo com a pele da minha cliente. O da Vichy é na verdade um serum que tem efeito iluminador e por ter uma textura mais leve, utilizo ele sempre quando vou maquiar pessoas de pele mais madura (tem resenha dele aqui) Já o strobe cream da MAC, que por sinal também é um hidratante iluminador, utilizo nos demais tipos de pele. Gosto desse efeito iluminado pelo viço natural que deixa na pele e mesmo que depois eu utilize produtos mais pesados, ela ainda sim vai continuar com aspecto mais leve e sem aparência de reboco.

Após essa preparação toda, eu começo a maquiagem. E para isso, utilizo alguns materiais como:

IMG_5398

Lenços de papel, discos de algodão e hastes flexíveis são super importantes pois serão utilizados para retoques e limpezas de borrões. Sempre carrego também uma esponja de látex para dar acabamento na base. Aplico a mesma com um pincel flat e finalizo com batidinhas usando uma esponjinha, assim o resultado fica muito mais uniforme e “incorporado” na pele da cliente.

Outra ferramenta que ajuda muito é a plaquinha de inox para fazer as misturinhas de base. A minha é bem antiga, da catharine hill.

IMG_5394

Lenço demaquilante também é um bom aliado e eu também carrego uma miniatura de demaquilante bifásico. Gosto de ter esses dois demaquilantes para remover borrões e também para fazer aquela demarcação no cantinho externo dos olhos.

IMG_5392

Por fim vem os fixadores de maquiagem. Carrego sempre uma água termal, a versão travel do fix + e um fixador de maquiagem. As vezes alterno entre água termal ou o fix + da mac, utilizo ambos sempre como finalizador na maquiagem pois eles devolvem o aspecto mais leve e natural depois de uma pele totalmente pronta. Tem resenha dessa água termal aqui. Em seguida aplico o spray de fixação para garantir que a maquiagem da minha cliente dure por longas horas.

Obviamente que não precisa necessariamente que vocês utilizem os mesmos produtos que eu. O mercado oferece uma diversidade de marcas e preços e você vai escolher os de sua preferência. O importante mesmo é que tenham em mente o quanto é importante se preocupar com a preparação da pele antes mesmo de começar a maquiagem, as ferramentas e acessórios que auxiliam no nosso trabalho e também o uso de produtos específicos para finalização e acabamento da make.

Espero ter ajudado vocês. No próximo post, mostrarei as bases que utilizo para trabalhar.

Dicas da Joy Profissão maquiador

Profissão Maquiador: Meus updates e um resumo básico

Olá gente! Uma das categorias que mais gera tráfego para esse blog é com certeza a “Profissão Maquiador”. Lembro que comecei a escrevê-la há bastante tempo, bem no comecinho do blog. Foram muitos posts de conteúdo explicativo sobre a carreira e por conta disso recebo muitos emails até hoje.

Fato é que eu tenho um profundo carinho por ela. Principalmente porque foi por intermédio dela que pude conhecer e fazer parte da caminhada profissional de tanta gente, espalhadas por todo esse Brasil. Poder ajudar, inspirar e dar uma direção para quem está começando é uma satisfação que não cabe em mim.

Depois de passar um bom tempo sem atualizar essa categoria (e não foi porque eu larguei de mão.. era só porque me faltava inspiração para conteúdos novos e que eu já não tivesse dito antes) tenho passado as últimas semanas pensando em trazer novos artigos e hoje estou aqui para compartilhar essa novidade com vocês: A categoria Profissão Maquiador vai voltar com conteúdo novo, teórico e prático. Dessa vez quero trazer algo mais ilustrativo, dinâmico e eu espero muito que vocês apreciem e que possa somar na carreira de vocês.

Mas antes de dar continuidade a categoria, vou pedir um favor: Se você está chegando agora aqui no JB e está meio que boiando no assunto ou se você já acompanha o blog mas já se esqueceu dessa categoria, em específico, que tal relembrar? Abaixo estão todos os posts de conteúdo da categoria, espia só:

Para você que está se formando como maquiador ou que já se formou mas está meio perdido nesse caminho, acredito que lendo os artigos acima e acompanhando os novos que virão, possam te dar uma direção e esclarecimentos sobre o mercado da beleza.

Vale ressaltar que tudo que foi postado aqui no JB é baseado na minha experiência profissional. Neste ano, completo 5 anos como maquiadora profissional e tenho profundo amor por minha escolha. Não sou melhor que ninguém e por mais que eu já esteja nessa área há um certo tempo, temos algo que nos aproxima: A busca por aprimoramentos. Eu, assim como vocês, continuo a aprender e buscar o meu melhor.

IMG_9809

Dicas da Joy Maquiagem Profissão maquiador

Profissão Maquiador: Sobre ser profissional

Uma das sessões mais visitadas e que mais me rendem emails aqui do blog é sem dúvida sobre a categoria: Profissão Maquiador e eu confesso que já fazia um tempinho que ela não ganhava novas postagens. Mas além das inspirações que surgem sempre do nada, tenho notado algumas coisas nas redes socais que tem me deixado um tanto desconfortável, à respeito da não-profissionalização de algumas pessoas que andam por aí inventando “moda” e brincando de ser maquiador.Já adianto logo que este post certamente será longo e é mais um daqueles “desabafos” que faço quando a coisa está muito feia. Você meu amigo, colega de trabalho que se encontra no mesmo barco, possivelmente irá se identificar com cada vírgula exposta aqui.

sobre-ser-profissional<

Há quem pense que maquiagem é algo fútil, e que a profissão não merece e não precisa de credibilidade, responsabilidade e conhecimento. Quem acompanha essa categoria aqui no blog e/ou que me conhece pessoalmente sabe do quanto luto e defendo a classe, porque tenho verdadeiro orgulho em ser maquiadora. E por isso, me revolto quando vejo alguém não-qualificado contando vantagens sobre a profissão, antecipando o título “maquiador” / “expert” / “Instrutor” / “sou tudo e mais um pouco” / “não tenho conhecimento suficiente, mas quero parecer que tenho” quando na verdade há muito chão pela frente.

Image and video hosting by TinyPic

Em um mundo onde já existe tanta injustiça, seria até utopia pensar que nessa profissão passaríamos ilesos. Certamente que não. Cada vez mais vejo por aí pessoas que nem terminaram um curso profissional e já se intitulam como tal, e pior, acham que tem bagagem suficiente até para ensinar. Falar de maquiagem pode parecer algo simples, mas só parece. Porque na prática, o buraco é bem mais em baixo.

Com o “boom” de blogs e gurus do youtube, eu pergunto à vocês: Quantas blogueiras ou gurus que vocês conhecem  por aí, que se dizem maquiadoras, mas que na verdade, nunca trabalharam de fato com isso. Nunca maquiaram sequer alguém além de si mesmo?

A maioria na verdade fazem automaquiagem. Muitas não possuem nenhum tipo de  curso de formação ou aperfeiçoamento ou então até estão em andamento, mas nem concluíram. Talvez a grande massa, nunca tenha ouvido falar sobre visagismo, teoria das cores, tons e subtons, entre outras questões extremamente importantes como responsabilidades na postura profissional e na relação maquiador/cliente. E isso, meus amigos, vai muito além do que “pintar” o rosto de alguém.

Quando eu insisto em dizer que para ser maquiador, é necessário uma busca incansável por conhecimento, é porque, tudo no meio da beleza, muda muito rápido. A todo momento, novos produtos e conceitos nascem e se a gente não acompanha esse ritmo, fatalmente somos passados para trás e engolidos pelo mercado que, cresce numa velocidade absurda. Ao passo que, assim como temos pessoas que não sabem bulhufas, existem aquelas que acabaram de se profissionalizar e estão altamente qualificadas para abraçar o mundo.

Gente crua, que mal sabe a diferença entre fundos de pele já saem por aí batendo no peito e gritando aos quatro cantos “Sou profissional!” Ah pera lá né! Senta lá Cláudia. Mais cuidado #peloamor. Essas pessoas se esquecem que, só se sustentam profissionais com nome na praça. Só continua quem realmente é bom e prova que não está brincando em serviço. Quando você se apropria de um conhecimento que não tem como comprovar, é quase como um tiro no próprio pé.

Maquiar meia dúzia de pessoas não é um número muito relevante a contar como experiência. É claro que, ao se formar, todo começo é mais complicado e justamente por isso que se faz tão necessário, o caminhar. Só com o tempo, vêm a experiência.

Meu conselho? Cautela! Só afirme algo, se você tem total domínio sobre o assunto. Se você não tem propriedade para falar ou fazer o que pretende, pesquise, profissionalize-se antes. Ser maquiador é realmente algo fantástico, mais é como eu sempre digo, é bem menos glamour do que mostra na TV. O dia a dia é por trás dos bastidores. Os holofotes quase nunca estão direcionados para quem segura os pincéis. Portanto, nada de estrelismo ok?
Todo mundo tem e merece seu espaço, mas para consegui-lo é preciso empenho, estudo, pé no chão e humildade. Tendo isso, aí sim, quem sabe, seu trabalho seja reconhecido de uma forma mais coerente e brilhante.

Pensem nisso!

Obs: Tenho visto bastante textos daqui desta categoria vagando por blogs e fan pages sem os devidos créditos. Felizmente a internet hoje em dia não é mais tão “terra de ninguém” e há jurisdição para isso. Se vocês gostaram de alguns dos textos daqui do blog, podem compartilhar aonde quiserem, desde que mantenham os créditos, combinado? E assim a gente evita futuras apurrinhações 😀