Browsing Category

Dicas de Fotografia

Dicas de Fotografia Fotografia

Como desfocar fundo em fotos e vídeos

Muita gente me pergunta como eu consigo os fundos desfocados para fotos e vídeos. Atualmente eu tenho duas lentes para a minha Canon (50mm e a 18-55stm que é a que veio com ela) e apesar da minha preferência pela cinquentinha, neste post e vídeo vou mostrar à vocês que é possível também conseguir o fundo desfocado utilizando a lente do kit.

Inclusive eu já vi muitas pessoas dizendo que não conseguem tal efeito devido a abertura da lente e blá blá blá.. de fato, a 18-55mm não é uma das lentes mais queridinhas, mas com um pouco de conhecimento, criatividade e esforço, qualquer um é capaz de conseguir boas fotos com ela. Espia só nas imagens abaixo:

IMG_4023

IMG_4032

IMG_4037

IMG_4028
♥ Neste vídeo estou utilizando a Canon T5i com lente 18-55mm stm.

♥♥ Lojas parceiras ♥♥
{ Maquiagem internacional, pincéis e etc, sob encomenda}
♥ Código de desconto: BLOGJOYCEBRAGA
http://www.makeupcia.com.br

{ Maquiagem, acessórios, bijus e etc, tudo a Pronta entrega }
♥ Código de desconto: BLOGJOYCEBRAGA
http://www.lojadajoy.com

{ Produtos nacionais} http://www.debbyshop.com.br
♥ Editor de vídeo: Sony Vegas Pro
♥ Câmera que eu uso: Canon T5i / Lente 18-55 stm / 50mm
♥ Layout e programação para blogs: Enjoy Colors Design http://www.facebook.com/enjoycolorsdesign

IMG_4042

 

Dicas de Fotografia

Qual câmera comprar?

Frequentemente recebo emails de pessoas me pedindo indicações sobre qual câmera comprar, principalmente para quem está iniciando com blog, Youtube ou que precisa apenas registrar os trabalhos com maquiagem. Esse assunto é sempre muito discutido e os posts mais acessados do JB são justamente sobre dicas de fotografia. Hoje eu listei algumas câmeras (de preços diferenciados) para poder mostrar a vocês que independente do valor investido, existem ótimas opções no mercado.

Câmeras Super Zoom

azul

Canon Powershot Sx60HS (Em torno de R$1900)

Para quem esta iniciando na fotografia e que busca uma câmera para vídeos ou fotos de boa qualidade, utilizando recursos básicos, com um plus a mais que é o zoom de até 65x, vai se apaixonar pela série powershot da Canon. A SX60HS é a mais recém lançada, mas você também encontra qualidade na versão anterior com um preço mais acessível (SX50HS). Ambas possuem visor articulável e variados modos de cena, caso queiram explorar melhor os recursos que ela oferece. A lente é fixa e é uma grande angular com 21mm, o que proporciona uma distância focal maior, aumentando o campo de visão.

Canon SX50HS (em torno de R$1200) – Full HD, Foco para vídeo silencioso e zoom óptico de 50x.
Canon SX60HS (em torno de R$1900) – Full HD, Foco para vídeo silencioso, Wifi e zoom óptico de 65x.

Quem tem e ama? Renata Souza

Câmeras com Lentes Intercambiáveis

187710 sammini

Samsung NX Mini ( Em torno de R$799)
Super compacta, leve, mas com um grande atrativo que é a possibilidade da troca de lentes. Visor articulável, full HD, Wifi são outros pontos positivos dessa pequena notável. Outro recurso extremamente importante para quem busca uma câmera boa para foto e principalmente para vídeos, é o foco automático. Apesar de ser um pouco lento, é silencioso. Essa câmera acompanha uma lente de 9mm, o que permite um quadro bem aberto e pouquíssimo zoom. A samsung anda investido fortemente nessa linha e já é possível encontrar outros modelos de lentes.

Quem tem e ama? Ellen Aread.

sam

Samsung NX 3000 ( Em torno de R$1100)
Ainda falando sobre Samsung, uma outra opção (mais completa) é a NX3000 que chegou no mercado para suprir a falta da extinta Sony nex f3 que infelizmente saiu de linha e deixou muita gente chupando dedo.

A NX3000 acompanha uma lente de 16-50mm o que é ótimo para quem gosta de um fundo mais desfocado para fotos e vídeos. Assim como a mini, também tem Wifi e é Full HD. O foco para vídeos é mais rápido e também silencioso. Um diferencial bacana dela é a presença da sapata para flash externo (coisa que a mini não tem). O áudio de ambas também é algo fantástico.

Quem tem e ama? Kátia Glaísa e Carol Justo

Tanto a Mini, quanto a NX3000 tem um designer bem bonito, meio retrô e uma variedade de cores bem interessantes. Essa branquinha e a verde água são as minhas preferidas, e tá.. eu sei que eu não preciso de mais uma câmera, mas não nego que meus olhinhos estão brilhando pela mini. Boa, compacta, leve – dá para levar para qualquer lugar sem ocupar espaço. Ideal até para quem faz vlogs!

Dslr’s
Canon ou Nikon? Apesar de hoje eu ser uma apaixonada pelas câmeras da Canon, já tive Nikon e também é uma marca excelente para Dslr’s. Não vou entrar nessa discussão de qual é a melhor, porque essa não é a proposta do post.

dslrs

Canon Eos Rebel T5i ( Em torno de R$2500)

É a minha câmera do coração! Trabalho com ela já faz mais de um ano e é super completa. Entrega uma qualidade absurda de imagem (tanto para foto quanto para vídeos). Antes dessa, eu tinha a Canon T3i que também é ótima por sinal, mas não tem foco automático para vídeos e esse foi o principal motivo por eu ter comprado a T5i. Tecnicamente falando, ela ainda é uma câmera de entrada (como todas listadas aqui), mas que ainda sim possui uma qualidade muito mais profissional que as anteriores. Se você já tem um certo conhecimento em fotografia e procura trabalhar com recursos mais avançados, as Dslr’s são as melhores opções.

A minha T5i veio com a lente 18-55 STM (Hoje em dia todas as T5i’s vem com as lentes STM) que nada mais são do que lentes silenciosas. Não faz nenhum tipo de ruído no momento da gravação de vídeos. Elas filmam até 29min dependendo do seu cartão de memória. A bateria dura até 2 horas de uso contínuo em vídeos. Para fotos, a duração é bem maior. Seu sensor é cropado e neste post eu já expliquei melhor sobre isso. Vale o click. O LCD é totalmente articulável e touch screen, autofoco com até 9 pontos cruzados. São muitos os recursos e eu ficaria falando por horas aqui sobre tudo que essa bonitinha faz. Recomendo a leitura complementar no final do post.

Quem tem e ama? Euzinha, Bruna Tavares, Priscila Paes, entre outras.

Canon Eos Rebel 70D ( Em torno de R$4000)
Com certeza essa será a minha próxima aquisição, quando decidir vender a T5i. A Canon 70D tem como atrativo a questão do Wifi integrado, sem contar que é uma câmera mais robusta, com uma qualidade de foto e vídeo superior. Não é das mais baratas por ser considerada ainda uma câmera semi-profissional, mas vale o investimento caso você tenha $. O sensor ainda é CMOS, porém maior que a T5i. Autofoco com 19 pontos cruzados, também possui tela articulável, touch screen e foco silencioso para vídeos.

Quem tem e ama? Lia Camargo, Juliana Goes

Nikon D5100 ( Em torno de R$1700)
As câmeras da Nikon são famosas pela qualidade de imagem em fotografias. A D5100 é uma câmera de entrada que entrega boa qualidade de resolução. Para vídeos, apesar de ter foco automático e ser full HD, possui um ponto negativo que é o áudio baixo, mas ela possui entrada para microfone externo, o que soluciona rapidamente esse pequeno problema. Com até 11 pontos de foco selecionável, faz 4 fotos por segundo no modo contínuo e vídeos de até 20min.

Quem tem e ama? Paula Souza e Vanessa Wonsovicz

Nikon D5200 ( Em torno de R$1900)
Posteriormente, a Nikon lançou a D5200, que veio para substituir a D5100 e competir diretamente com a Canon T4i. Em comparação com a versão anterior, apresenta um sensor maior com até 39 pontos de foco, sendo 9 cruzados. O áudio apresenta uma leve melhora, aceita adaptador wireless, uma duração maior da bateria, entre outras características. Possui autofoco para vídeos.

A maior diferença entre Canon e Nikon é que na Canon a variedade de Lentes são bem maiores. E uma opinião bem particular, eu diria que em termos de gravação de vídeos, a Canon se mostra superior, tendo em vista o áudio que dispensa comentários, o autofoco ser totalmente silencioso e rápido. Não há como negar que a Nikon é uma excelente câmera para fotografia. Não que ela não sirva para vídeos, mas se fosse para comparar entre uma e outra, a Canon leva a melhor nesse quesito.

Uma outra característica que difere as duas é que a Canon possui bem mais comandos de atalhos que a Nikon, e isso pode ser um diferencial dependendo do tipo de trabalho que você irá desempenhar. Pense nisso!

Links bacanas:

Vídeo review Canon Powershot SX50HS
Post sobre Canon 70D
Post Review Samsung NX3000
Post comparativo Canon t3i x Sony nex F3
Post ” Tudo sobre a Canon T5i”
Post sobre Nikon D5100
Post sobre Nikon D5200

Consideração importante: Nenhuma das lojas citadas acima tem parceria com o blog. Estou apenas indicando um lugar onde vocês possam encontrar. Façam uma pesquisa no google, garimpem as promoções e estejam atentos sobre a reputação das lojas. Certifiquem-se de que são sites confiáveis.

Espero ter ajudado vocês com esse post. Equipamento fotográfico realmente não é algo barato, principalmente quando se busca qualidade, no entanto não resta dúvida que sabendo investir bem o seu capital,  a otimização e o resultado do seu trabalho terá um aumento significativo e relevante.

Dicas de Fotografia

3 Editores de Imagens que eu uso

Quem trabalha na internet ou com comunicação/publicidade de um modo geral, sabe que uma imagem vale mais que mil palavras. Frequentemente recebo mensagens de pessoas perguntando quais programas de edição eu uso e ao todo são três: Lightroom, Picmonkey e Photoscape. Neste post vou falar sobre cada um deles e as ferramentas que mais gosto de aplicar.

IMG_8795

{ Photoscape }

O programa Photoscape é free e você pode baixar facilmente (clicando aqui). Ele é um editor bem simples mas que você consegue fazer bastante coisa e vai muito além das edições. Nele você também pode fazer colagens, gifs, criação de artes e etc. Por muitos anos ele foi o meu único editor. Hoje em dia ainda uso, mas apenas para comandos mais rápidos e simples.

Na aba “tools” vocês encontram os retoques. É possível fazer pequenas correções do tipo esconder marquinhas indesejadas no rosto como espinhas por exemplo. Ele também oferece o efeito Blur, que nada mais é do que um desfoque. Vejo muita gente usando essa ferramenta para ficar com uma pele de pêssego. Eu particularmente acho fake demais, mesmo se você usar com moderação. A sensação que eu tenho é que não fica real e a foto acaba perdendo um pouco da nitidez – o que pra mim é péssimo. É muito mais fácil você usar a ferramenta de retoque e tirar pontualmente a marquinha indesejada do que aplicar o blur e comprometer toda a imagem.

Minhas fotos de resenhas de produtos são editadas sempre nesse programa. As ferramentas que mais uso são: brilho/contraste, redimensionamento de imagem e cortes. Ele oferece também uma gama de filtros bem interessantes, mas se você tem blog e pretende usá-lo para edições de fotos de resenhas não recomendo o uso dos filtros porque neste caso acaba perdendo a cor fiel do produto (e essa dica vale para qualquer editor). O Photoscape é prático, não pesa no computador e mesmo que seja um programa voltado mais para iniciantes, dá para brincar bastante com ele.

photoscape-editor

photoscape-editor1

{PicMonkey}

PicMonkey é um programa de edição de imagens online e existe na versão free e paga. Eu tenho a versão paga e mensalmente é descontado $5 no meu cartão de crédito. Acho um valor bem justo já que os recursos são maiores. No entanto, se você deseja trabalhar apenas com o básico recomendo usar gratuitamente mesmo, que assim como o Photoscape, apesar de ter suas limitações, sabendo explorar, dá para criar bastante coisa.

picmonkey

picmonkey-editor

Gosto desse programa mais para criação de artes e aplicação de filtros em determinadas fotos de uso pessoal. Com ele você consegue os comandos básicos como: cortes, redimensionamentos, controles de exposição/contrastes e saturação. Além disso, ele apresenta uma variedade de filtros, bordas e temas personalizáveis. É possível também fazer retoques, colagens, adicionar textos e figuras para ilustrar suas imagens. A vantagem de ser online é que você não ocupa espaço no seu computador e pode utilizá-lo em qualquer lugar, basta estar conectado.

Na criação de artes, acho ele incrível! Geralmente faço as capas dos vídeos do canal nele. O Photoscape também oferece esse recurso, no entanto gosto mais do Picmonkey pela diversidade de ferramentas e combinações. Dos editores on lines que já testei, com certeza esse é melhor.

{Lightroom}

Diferente dos programas citados anteriormente, o Lightroom é inteiramente voltado para o uso profissional e requer um conhecimento mais avançado em edição de imagens. Quase todos os fotógrafos que eu conheço indicam esse programa. Não faz muito tempo que estou usando (acredito que desde o semestre passado) mas já estou adorando e sem dúvida é o meu preferido. A versão que eu tenho é a 5 e é pago pois faz parte do pacote Adobe.

lightroom

lightroom1

Uso o Lightroom para trabalhar com as fotos em formato .raw. Algumas câmeras, especialmente as Dslr’s oferecem além do formato convencional JPEG, o RAW. Por muito tempo trabalhei apenas em cima das fotos em JPEG e tá… é perfeitamente normal e aceitável que você continue trabalhando em cima desse formato. Só que, uma vez que você comece a editar suas imagens em cima do formato .raw, tudo muda!

Mas o que é o formato .raw?
Segundo o Wikipédia: Raw, ou formato cru, é uma denominação genérica de formatos de arquivos de imagens digitais que contém a totalidade dos dados da imagem tal como captada pelo sensor da câmera fotográfica. Tais formatos não podem ter aplicada a compressão com perda de informação, como ocorre com o popular JPEG.

Ou seja, é o negativo da sua foto. Nesse formato, não há compressão e a qualidade da foto é preservada na íntegra. Exemplificando: Quando você tira uma foto em JPEG, mesmo usando no modo manual e aplicando todos os recursos de iso, abertura e etc, ao passar para esse formato, o sensor de sua câmera aplica instantaneamente uma série de tratamentos em cima de sua imagem. Já no caso do formato Raw isso não acontece. Todas as configurações manuais aplicadas são preservadas, sem adições de tratamentos. Sendo assim, quando você passa a imagem em raw para o computador e consequentemente para o editor (no caso, o Lightroom) a edição será feita com mais fidelidade. O único empecilho desse formato é que ele não abre em qualquer editor e no visualizador de imagens do Windows, por isso é recomendado que você converta esse formato para a extensão DNG – (digital negative – negativo digital) e isso pode ser feito no próprio Lightroom, no momento da importação.

O que eu noto é que muitas vezes tendo programado bem a câmera e usando no formato raw para fazer determinada foto, no momento em que importo para o Lightroom acabo nem precisando corrigir muitas coisas. Na dúvida, é só acompanhar o histograma localizado na coluna direita, logo acima. Se você nunca ouviu falar nisso, recomendo essa leitura. Obviamente que não é sempre que dou sorte e que a luz é boa (apesar de eu me esforçar bastante), quando isso acontece é só compensar na exposição/contraste, realces e sombras, reduções de ruídos que tudo se ajeita.

No Lightroom também existem os presets que nada mais são do que pré-definições de edição. Eles servem para otimizar o tempo do fotógrafo. Ou seja, uma vez que você salve suas pré-definições (exemplo – foto em preto e branco ou vinhetas, entre outros) e queira utilizá-las em uma quantidade x de imagens de uma só vez, é só aplicar o preset escolhido. Assim, você não precisará editar uma foto de cada vez. Você tanto pode usar os que já vem nele, como também criar os seus. Outro recurso bacana é a forma de catalogar imagens, inserir seus direitos autorais e poder exportar suas fotos de forma também otimizada com pré-definições.

Quando eu uso o Lightroom?
Todas as fotos que vocês veem aqui das minhas maquiagens, especialmente as de tutoriais são trabalhadas com ele. Paralelo ao blog, também utilizo o Lightroom para trabalhar as fotos do JC Amigas da Beleza e claro, dos books que realizo profissionalmente. Como falei acima, é o editor que mais gosto. Além de amar fotografia, aprendi a gostar da parte de edição através desse programa. Ele tem uma interface bem intuitiva e se você já tem um certo conhecimento de fotografia, recomendo que estude sobre ele.

Na internet existem muitos tutoriais em vídeo e eu aprendi muito assistindo aos vídeos desses dois canais: Letra na FotoBeginners Fotografia. Vale a pena o click.

Como leitura complementar, deem uma lida nestes artigos:

Mais sobre o PicMonkey

Guia do Photoscape

Como tirar fotos bem focadas

Lightroom, primeiros passos

Dicas de Fotografia Fotografia Vida de Blogueira

Tudo sobre a Canon T5i

Quem acompanha o JB sabe que eu adoro fotografia e que essa paixão só aumentou ainda mais por conta do blog e do meu trabalho como maquiadora. Comecei minha vida no universo das Dslr’s com uma Nikon D40 que era do meu namorado e ficava fascinada com os efeitos e a qualidade da imagem que realmente era outra, quando comparada ao que eu estava acostumada com câmeras compactas. Depois de usar muito a D40, acabei comprando finalmente a minha Dslr, que no caso, foi uma Nikon D3100. Fiquei com ela a cerca de 1 ano e logo em seguida vendi para enfim entrar para o mundo da Canon. Não que a minha D3100 fosse ruim (e eu nem vou entrar no mérito de dizer se Canon é melhor que Nikon ou vice-versa porque esse não é o foco do post) Acontece que para a finalidade que eu buscava e pelo $$$ que eu tinha em mãos, decidi optar por trocar a D3100 pela Canon T3i, pelo fato da Canon atender melhor no que diz respeito à vídeo e também por ter maiores opções de lentes e custos mais amigos em acessórios. Fiquei com a T3i por quase dois anos e amava muito! Só decidi trocar novamente e dessa vez pela T5i por conta do foco automático para vídeos. Desde que comecei a gravar vídeos tutoriais aqui para o blog, eu sentia falta do foco automático (porque de fato isso otimiza nosso tempo e facilita a vida). Estou com a T5i não faz nem 6 meses e já virou um caso de amor na minha vida.

canon-t5i (1)

Qualidade de imagem e vídeo é tudo na profissão de uma maquiadora / blogueira / youtuber. E por ser muito detalhista (desde sempre) uma das coisas que mais me chamam atenção em um blog ou vídeo, é a nitidez de uma imagem. Não vou falar de muitos termos técnicos mas existem recursos que só uma Dslr pode oferecer. O fato de trocar lentes, de ter um modo totalmente manual onde permite que você possa controlar de fato os comandos de sua câmera para enfim conseguir uma foto do seu jeitinho é o que faz toda a diferença no resultado que se espera. Em contrapartida, ter uma Dslr, mesmo que de entrada, requer que você tenha o mínimo de noção possível para poder aproveitar o equipamento e suas funcionalidades. Não adianta você investir uma grana em uma câmera desse porte se você não curte fotografia e se tudo é um puro capricho (ao menos eu penso assim) porque se este for o seu caso, o mercado oferece câmeras compactas de muita qualidade e que se encaixarão perfeitamente à sua necessidade.

Uma das coisas que eu mais vejo por aí são pessoas (e até blogueiras) dizendo: Ah, eu tenho uma câmera PROFISSIONAL e no caso ser uma Nikon d3100, d3200, d5100, d7100, Canon T3, T3i, T4i, T5i.. Gente, todas essas não são consideradas câmeras profissionais e sim, de entrada, ou seja: Permitem a troca de lentes e controles manuais contudo o corpo é de plástico, enquanto que uma profissional tem o corpo bem mais resistente, selado (não entra pó), oferecem mais atalhos, a vida útil em relação à quantidade de clicks é maior, além do que possuem sensor Full-frame enquanto que uma de entrada, o sensor é cropado.

* Sensor Full Frame: Sensor maior, com isso há um aproveitamento melhor da imagem sem cortes. Maior resolução, menos ruído. Somente Câmeras profissionais possuem sensor full frame e como exemplo: Canon 5d, 6d, Nikon d600, d800 e etc.. Investimento inicial à partir de R$8mil
* Sensor Cropado: Sensor menor, com isso haverão cortes nas bordas. Menor resolução, mais ruído. Câmeras de entrada possuem sensor cropado, também chamado de Aps-c e como exemplo: Nikon d3100, d3200, d5100, d7100, Canon T3, T3i, T4i, T5i e etc.. Investimento inicial à partir de R$2mil

Uma câmera de entrada permite que você ajuste o obturador, iso, abertura do diafragma, entre outros comandos. Se você tem a intenção de se tornar um fotógrafo profissional, ou se você é blogueiro/youtuber e quer oferecer um trabalho de qualidade realmente profissional, começar por uma câmera de entrada já é a certeza de que você vai desempenhar um bom resultado pelos próximos meses ou anos de estudo. Ressalto que, de nada adianta ter um equipamento como esse se não rolar “paixão” pelo que se faz. O investimento é considerado relevante e para dar conta do recado você precisa no mínimo, muita força de vontade e realmente gostar do que faz.

canon-t5i (2)

A Canon T5i é uma câmera muito requisitada para quem deseja focar em qualidade de imagem, mas principalmente em vídeo já que ela possui foco automático, um bom áudio, além do que ela vêm com as famosas Lentes Stm que são aquelas que não promovem ruídos durante as filmagens. Estes tipos de lentes são mais caras, mas acreditem, fazem toda a diferença porque não há nada mais chato do que você gravar um vídeo e ficar ouvindo aquele barulhinho chato da câmera tentando encontrar o foco. A Canon reformulou suas lentes dessa linha e agora elas ficaram mais “rápidas” no momento da focagem. Eu que estava acostumada com a minha 18-55 comum e a minha T3i, senti uma diferença enorme quando fiz o upgrade.

Uma outra característica da T5i é o fato dela ser Touchscreen e tá, por mais que isso possa parecer frescurice, afirmo para vocês que isso é uma mão na roda para quem grava vídeos, por exemplo. Ela tem LCD portátil que permite ser colocado em vários ângulos. Ela faz fotos e vídeos em Full HD e possui bastante atalho no corpo. O único fator negativo nela para mim é a duração da bateria. Acaba bem mais rápido que a minha antiga T3i. Mas nada como ter uma bateria extra para resolver isso.

canon-t5i (3)

Quando comprei a minha, ela veio com a lente do kit que é a tradicional 18-55 e que a maioria dos fotógrafos não gostam por ser uma lente mais escura e que não permite muitos efeitos. Logicamente que não é a minha lente preferida, mas eu não a descarto. Uso numa boa, principalmente para foto de produtos, super close numa maquiagem e claro, para gravar os tutoriais do canal. Também tenho a lente 50mm com f1.8 e esta sim é a minha queridinha. Uma lente clara, que desfoca fundo sem muito esforço. O único porém dela, se é que posso dizer assim, é o fato de exigir uma maior locomoção por parte do condutor já que ela é uma lente fixa e precisa de uma certa distância para poder fazer a foto. Um exemplo disso é quando desejamos fazer um autorretrato segurando-a. Já adianto logo, impossível! A menos que você tenha um braço gigante rs. Isso se deve porque como eu disse, ela precisa de uma distância para focar. A solução é a combinação de dois acessórios: Tripé + controle remoto. Deste modo, aí sim você consegue se auto fotografar usando a cinquentinha.

Há um tempinho atrás fiz um post comparando a minha antiga Canon T3i com a Sony Nex F3 que é uma câmera que eu também tenho. Se você não viu esse post, clique aqui. Nele, eu mostrava a qualidade de ambas as câmeras e fazia um comparativo entre as duas. Continuo com a minha nex, mas depois da T5i, confesso que recorro menos a ela. Antes eu usava mais pelo fato dela ter foco automático para vídeo, já que isso era um dos gargalos da T3i. Hoje com a T5i, isso não acontece mais pelo fato dela também oferecer o foco automático. Contudo, dou uso a nex quando vou para eventos onde eu não queira ou não possa carregar peso ou não tenha onde guardar a Canon, que é bem mais robusta.  A nex desmontada fica super compacta, mas infelizmente ela saiu de linha e por isso esteja tão difícil de ser encontrada.  Se fosse para escolher entre uma e outra, eu escolheria a minha T5i, porque vejo uma qualidade maior quando comparada com a Nex. (Continuo amando a minha nex e não penso em me desfazer dela porque realmente é uma ótima câmera).

Bom, acho que já falei pra caramba né? Abaixo estão alguns links úteis que valem a pena o click. Espero que tenham gostado do post e que eu tenha conseguido clarear as idéias de vocês no que diz respeito a T5i. Preciso deixar bem claro que para você que está iniciando e que ainda não tem condições de investir numa câmera como essa, não se sinta incapaz de realizar um bom trabalho. Eu não comecei usando uma dslr. É óbvio que quanto mais conhecimento você tiver, maior será a exigência consigo mesmo em oferecer um trabalho mais detalhado. A minha dica é um passo de cada vez, mas sempre visando seu crescimento. Se você tem um blog ou faz vídeo e almeja o sucesso, vá juntando cada dia um pouquinho e ao passo que for crescendo, invista nas melhorias. E ah, nunca deixe de estudar formas de como se aprimorar. Beleza?

Links Bacanas:

– Se você for do RJ, e deseja encontrar câmeras com um preço bacana à vista, clique aqui Eu comprei a minha no Shopping Promoinfo, no edifício central (Centro do RJ)

– Controle remoto para sua T5i, clique aqui. Infelizmente não tenho mais o vendedor que comprei o meu mas foi no mercado livre.

– Dicas sobre a Lente 50mm, clique aqui

– Melhore suas fotos com uma luz artificial: Você pode investir em um LED (clique aqui). Não se esqueça de comprar carregador e bateria para ele. Eu comprei no site DX e como ele é gringo, você precisa de um cartão internacional. Eu não fui taxada mas o risco existe. Se você deseja trabalhar com fotografia ou se você tem blog ou grava vídeos para o youtube, indico a compra de um softbox. Clicando aqui você tem um post completinho sobre ele.

– Treine o seu olhar na fotografia, clicando aqui.

E por fim, uma citação que gosto muito:

O equipamento que faz a foto é seu dedo, seu olho e seu cérebro. A câmera só vai tornar isso mais fácil NÃO atrapalhando.  Um bom fotógrafo faz uma boa foto com uma câmera tecnologicamente ruim, mas um mau fotógrafo continuará fazendo fotos ruins com a melhor máquina do mundo.

penedo (66)

 

Dicas de Fotografia Fotografia Vida de Blogueira

Fotografando: Iluminação com Soft box

Olá gente! Como vocês estão? O post de hoje é para falar à vocês sobre iluminação para fotos e vídeos. Eu já fiz um post contando qual câmera que uso e também sobre o LED que uso acoplado na câmera, se você ainda não viu, clique aqui.  Recentemente comprei um soft box porque mesmo que a minha iluminação já fosse boa, eu queria uma qualidade ainda mais profissa.

iluminação-soft-box

Conversando com a minha amiga Paulinha (blogjustfun) ela havia me contado que tinha comprado um e que estava fazendo total diferença na qualidade das imagens e vídeos. Como o vendedor que ela comprou foi super correto e confiável, resolvi tentar a experiência. O meu soft box chegou super rápido no Brasil, em menos de 30 dias úteis. Para minha alegria não fui taxada, mais isso, a gente sabe que é tipo loteria né? Pode ou não haver a taxação.

Recebi o soft box desmontado dentro de uma caixa de papelão retangular bem grande. Tudo veio super embaladinho e nenhum ítem veio com defeito.

iluminação-soft-box

Veio um tripé, a “sombrinha”, um difusor e uma capa protetora. O tripé chega até 195 cm e a abertura da sombrinha tem medidas de 60×60. O tripé na sua altura mínima equivale à 68cm. Não acompanha lâmpada.

Não é difícil montá-lo, no entanto, eu precisei do auxílio da Paulinha. O material apesar de ser ferro possui em seus acabamentos um plástico mais durinho, e por isso fiquei com medo de danificar alguma parte.

iluminação-soft-box

A parte de dentro é revestida de uma cobertura metálica, proporcionando assim que a luz seja refletida, sem sombras. Depois de montado, ainda sim, é bem leve e fácil de ser transportado. Ele é todo ajustável. Você pode regular a altura, a inclinação do guarda chuva. Ele pode ser usado com ou sem o difusor, que nada mais é que a essa “capa branca” que cobre o guarda chuva, através de velcros.

iluminação-soft-box

A tomada é normal para os nossos padrões e a voltagem eu não sei ao certo, mais aqui em casa tudo é 110v. E o que realmente é importante manter a atenção é no momento em que se compra a lâmpada, pois esta sim, precisa ter a mesma tensão da sua casa.

iluminação-soft-box

Para vocês terem uma noção, coloquei a lâmpada que comprei para o soft box ao lado de uma normal. Percebam que há uma grande diferença no tamanho. E as especificações também, veja a embalagem:

iluminação-soft-box

Muito cuidado ao comprar a lâmpada. Certifique-se que ela tenha a mesma tensão da sua casa, para que não queime. Essa lâmpada tem um custo bem alto, (pelo menos eu acho rs). Paguei R$60 no supermercado. Escolhi a luz branca porque assim acredito que a iluminação fique melhor e mais “real”.

O bocal do soft box é o convencional com rosca tipo E27. Isso é meio que padrão. Ele vem com uma chave de liga e desliga. Recomendo que ligue diretamente na tomada, ou se por ventura, você ligar em uma extensão, é importante que esta não esteja sobrecarregada com muitas coisas ligadas ao mesmo tempo. Há um tempo atrás eu havia comprado essa mesma lâmpada para por em uma luminária, que por sua vez estava ligada em uma verdadeira gambiarra: extensão ligada em outra extensão e quase que todas as tomadas ocupadas, não deu outra, a lâmpada queimou sem antes mesmo de aproveitá-la rs. Então conselho de amiga: Ou ligue diretamente na tomada ou então numa extensão apenas e com poucas tomadas em uso.

iluminação-soft-box

iluminação-soft-box

Meu cantinho preferido da casa 😀

Por hora não sinto a necessidade de comprar um segundo soft box para colocar um de cada lado. Sei que este seria o correto, no entanto, apenas um tem me suprido ótimamente bem. Talvez se eu tivesse mais espaço até cogitaria a possibilidade.

Notei que a qualidade das fotos e dos vídeos que fiz para teste melhoraram absurdamente. Aliás, iluminação é tudo na fotografia né gente? Recomendo super a compra para você que é maquiadora/fotógrafa/blogueira/vlogueira.  Faz realmente toda a diferença.

iluminação
Foto utilizando apenas a luz do soft box, sem o flash da câmera e sem o LED. Por vezes é necessário até regular a exposição da câmera, para que a foto não fique estourada, de tão potente que a luz do soft box é.

Eu comprei o meu com um vendedor do Ebay (clique aqui). Minha experiência com ele foi super boa. Como eu disse no começo do post, não fui taxada e meu pedido veio super rápido mas sabemos que isso pode variar. Se você tem cartão internacional, vale muito a pena comprar através dele, já que o custo é bem melhor. Com frete, paguei $55 dólares.

Se você não tem cartão internacional, pode comprá-lo na loja Make Up Cia. Comprando na loja, não há riscos de tributos ou taxas, já que a loja arca com qualquer despesa do tipo. Existe a possibilidade também do parcelamento em 3x sem juros ou em até 12x com juros. Boleto e depósito bancário também são possíveis. E com o código “BLOGJOYCEBRAGA” vocês ganham 10% de desconto. E o frete é grátis para todo o Brasil. Como se trata de encomenda internacional, o prazo pode variar de 20 a 50 dias úteis.

E é isso gente! Espero que tenha ajudado vocês sobre o soft box. Um beijão!