Bate papo

Calmaria

As vezes, a gente demora pra se dar conta… mas dentro de nós, é tanto barulho que nem percebemos. Tanto acúmulo de energias que na maioria dos casos nem são boas… Vamos somatizando tudo, muitas vezes sem filtro – vai no automático – De repente, a gente entope! Entramos em erupção como se fôssemos um vulcão. Quando isso acontece, fica difícil distinguir o que é nosso e que nós mesmos absorvemos sem nos pertencer. O corpo logo manda sinal – é a cabeça que explode, o corpo que fica cansado, o coração que bate acelerado e a respiração que nunca completa.

Na correria do dia a dia, a gente fica muito exposto e simplesmente “parar 5 minutos” não dá. Pensamos que as horas passam depressa demais, e que não vai dar tempo de fazer tudo que temos que fazer. Mas, a verdade é que tudo se ajeita no final das contas, e se a gente acreditasse nisso sem nos desesperar, perceberíamos que administrar o nosso tempo não é tarefa tão árdua assim.

Ter 5 minutos para nós… para ser calmaria. É tão importante quanto estar a todo vapor, com a criatividade em dia, com os exercícios em dia, com os compromissos sociais e profissionais em dia.

Colocar pra fora nossas inquietações, mesmo que seja somente para Deus alivia muito. Ter um dia de folga para fazer aquilo que amamos, mesmo que seja simplesmente “não fazer nada” num dia de domingo… A gente não precisa se cobrar tanto e nem devemos somatizar tantas energias que não nos pertencem.

A fluidez do dia depende principalmente de nós. E isso começa ao acordar. Não podemos controlar  as adversidades mas podemos sim decidir não carregar o peso delas. Fazendo esse exercício diário, perceberemos a leveza da nossa mente, corpo e espírito.

Um bom domingo e início de semana para todos.

2 Comments

  • Reply
    Camila Nunes
    17 de fevereiro de 2017 at 5:26 pm

    Adorei o texto!
    Realmente, é preciso parar e respirar as vezes senão explodimos!

    Beijos,
    Camila

    http://www.sejabelissima.com.br

    • Joyce Braga
      Reply
      Joyce Braga
      22 de março de 2017 at 1:15 pm

      Né?
      Que bom que gostou Cami! Volte sempre!

    Leave a Reply