Dicas da Joy Variados Vida de Blogueira

5 dicas para ressuscitar sua criatividade

Independente do segmento, quem trabalha com arte e criações em geral, precisa estar constantemente inspirado e a gente sabe que isso não é das coisas mais fáceis da vida, mesmo quando fazemos algo que amamos. Vez ou outra vem aquele tédio, um cansaço e parece que a mente trava de um jeito que não se consegue produzir nada de novo e bacanudo. Eu passei e passo as vezes por isso – quem nunca? – Pensando nisso, e sabendo da importância que a criatividade tem em nossa área de atuação, listei 5 dicas para trazê-la de volta a vida. Espia só:

tumblr_m6qjxt379q1r27x1oo1_1280

1- Esvazie a mente, pratique o ócio.

Não fazer nada as vezes é bom também. Essa seria a minha primeira dica para vocês. Esvazie sua mente para receber o novo. A gente vive faxinando a casa e esquece que fazer uma “limpa” no nosso interior é tão importante quanto. Joga a lixarada espiritual fora, desapegue de coisas sem uso. Tome um banho relaxante. Durma ou veja TV, escute suas músicas preferidas ( de preferência as animadas ou as relaxantes – nada de música deprê). É no relaxamento do corpo e da mente que você sentirá uma sensação mais leve e isso contribuirá para o seu retorno criativo.

2- Procure por livros, revistas com ilustrações coloridas e fotografe!

Sempre que eu sinto minha produção cair, eu procuro por inspirações em livros, revistas e até mesmo em outros blogs – e o engraçado é que as referências são sempre bem ilustradas e coloridas. As cores de um modo geral nos inspiram muito e aguça a criatividade. Um site bem legal com várias paletas de cores é o ColourLovers. Outra coisa que ajuda  é fotografar coisas que te chamam atenção ou o que você julga bonito. (Não vale só autorretrato, ok? rs). Tire fotos de objetos, paisagens, natureza, lugares, comidas.. Isso além de servir de registro para posteridade, também serve para exercitar o seu olhar sobre as coisas.

3- Saia de casa. Veja gente!

Essa dica é especial para quem trabalha em casa, como eu. É tão solitário as vezes (o que de certa forma é bom também porque muita agitação pode causar distração) e por conta disso a gente meio fica alheio ao mundo “lá fora”. Sempre escuto da minha mãe: “Menina, sai desse computador um pouco, vai na rua ver gente!” e rs, sabedoria de mãe é tudo né? Dar uma volta no shopping e ver vitrines, ir a praia ou tomar um simples sorvete – ter um contato real com as pessoas, conversar com elas, é uma ótima dica para renovar as ideias.

4- Estude!

Pensa que já sabe tudo? Ledo engano. A gente sempre pode aprender mais e isso implica diretamente em expandir nossos conhecimentos para o que é ainda desconhecido. Estudar é tão bom! Pelo menos eu acho! Cada dia que aprendo algo novo, é uma porta que se abre. E seja lá qual for a sua área, agregar conhecimento nunca será o bastante. Vai por mim!

5- Escreva.

De preferência com papel e caneta. Exponha seus sentimentos (ninguém precisa ler) só escreva. Pode ser suas metas, o que está sentindo no momento, coisas aleatórias, ideias ou até um poema se você é dessas, rs. E quando eu falo que é de próprio punho, é porque o ato de escrever é bem diferente do que simplesmente digitar no computador. Ao voltar para o velho e bom papel, você redescobre inclusive a sua letra que estava esquecida, e até no traço que liga uma a outra pode nascer uma inspiração para criar. Brinque também com os rabiscos. Reconecte-se consigo mesmo através das palavras que vem do seu coração. Isso é uma das dicas mais valiosas.

Depois dessas 5 dicas, tenho certeza que sua criatividade ressurgirá das cinzas e você produzirá coisas lindas! Para fechar esse post deixo aqui um vídeo super interessante da galera do ContinueCurioso, que é uma entrevista com James Victore – o cara é designer gráfico, ativista, artista e escritor. Junto de sua mulher que é sua parceira de trabalho, criou um canal chamado Burning Questions, onde ele “ensina criativos a iluminar seus dons individuais, a fim de alcançar a grandeza pessoal.” Tem um trecho da entrevista que super me impactou foi quando ele conta sobre o significado de:

“Você não tem direito ao fruto do seu trabalho. Você só tem direito ao trabalho em si.”
Você não trabalha por uma recompensa. Focar no resultado final vai afundar o seu presente. Tudo se resume a só ser e não se preocupar.

Para entender melhor sobre o que ele diz, recomendo que vocês assistam toda a entrevista na íntegra. É super motivadora.

Tenham em mente que as melhores ideias surgem de momentos descontraídos, inesperados ou de profundo relaxamento mental. Todo mundo tem um lado criativo que pode ser despertado. Para isso só é preciso estar conectado consigo mesmo e observar o que está ao seu redor. É no exercício do olhar, apurando os sentidos e direcionando a atenção para as pequenas coisas, os pequenos detalhes  que redescobrimos novos caminhos.

No Comments

Leave a Reply