Dicas de Fotografia

3 Editores de Imagens que eu uso

Quem trabalha na internet ou com comunicação/publicidade de um modo geral, sabe que uma imagem vale mais que mil palavras. Frequentemente recebo mensagens de pessoas perguntando quais programas de edição eu uso e ao todo são três: Lightroom, Picmonkey e Photoscape. Neste post vou falar sobre cada um deles e as ferramentas que mais gosto de aplicar.

IMG_8795

{ Photoscape }

O programa Photoscape é free e você pode baixar facilmente (clicando aqui). Ele é um editor bem simples mas que você consegue fazer bastante coisa e vai muito além das edições. Nele você também pode fazer colagens, gifs, criação de artes e etc. Por muitos anos ele foi o meu único editor. Hoje em dia ainda uso, mas apenas para comandos mais rápidos e simples.

Na aba “tools” vocês encontram os retoques. É possível fazer pequenas correções do tipo esconder marquinhas indesejadas no rosto como espinhas por exemplo. Ele também oferece o efeito Blur, que nada mais é do que um desfoque. Vejo muita gente usando essa ferramenta para ficar com uma pele de pêssego. Eu particularmente acho fake demais, mesmo se você usar com moderação. A sensação que eu tenho é que não fica real e a foto acaba perdendo um pouco da nitidez – o que pra mim é péssimo. É muito mais fácil você usar a ferramenta de retoque e tirar pontualmente a marquinha indesejada do que aplicar o blur e comprometer toda a imagem.

Minhas fotos de resenhas de produtos são editadas sempre nesse programa. As ferramentas que mais uso são: brilho/contraste, redimensionamento de imagem e cortes. Ele oferece também uma gama de filtros bem interessantes, mas se você tem blog e pretende usá-lo para edições de fotos de resenhas não recomendo o uso dos filtros porque neste caso acaba perdendo a cor fiel do produto (e essa dica vale para qualquer editor). O Photoscape é prático, não pesa no computador e mesmo que seja um programa voltado mais para iniciantes, dá para brincar bastante com ele.

photoscape-editor

photoscape-editor1

{PicMonkey}

PicMonkey é um programa de edição de imagens online e existe na versão free e paga. Eu tenho a versão paga e mensalmente é descontado $5 no meu cartão de crédito. Acho um valor bem justo já que os recursos são maiores. No entanto, se você deseja trabalhar apenas com o básico recomendo usar gratuitamente mesmo, que assim como o Photoscape, apesar de ter suas limitações, sabendo explorar, dá para criar bastante coisa.

picmonkey

picmonkey-editor

Gosto desse programa mais para criação de artes e aplicação de filtros em determinadas fotos de uso pessoal. Com ele você consegue os comandos básicos como: cortes, redimensionamentos, controles de exposição/contrastes e saturação. Além disso, ele apresenta uma variedade de filtros, bordas e temas personalizáveis. É possível também fazer retoques, colagens, adicionar textos e figuras para ilustrar suas imagens. A vantagem de ser online é que você não ocupa espaço no seu computador e pode utilizá-lo em qualquer lugar, basta estar conectado.

Na criação de artes, acho ele incrível! Geralmente faço as capas dos vídeos do canal nele. O Photoscape também oferece esse recurso, no entanto gosto mais do Picmonkey pela diversidade de ferramentas e combinações. Dos editores on lines que já testei, com certeza esse é melhor.

{Lightroom}

Diferente dos programas citados anteriormente, o Lightroom é inteiramente voltado para o uso profissional e requer um conhecimento mais avançado em edição de imagens. Quase todos os fotógrafos que eu conheço indicam esse programa. Não faz muito tempo que estou usando (acredito que desde o semestre passado) mas já estou adorando e sem dúvida é o meu preferido. A versão que eu tenho é a 5 e é pago pois faz parte do pacote Adobe.

lightroom

lightroom1

Uso o Lightroom para trabalhar com as fotos em formato .raw. Algumas câmeras, especialmente as Dslr’s oferecem além do formato convencional JPEG, o RAW. Por muito tempo trabalhei apenas em cima das fotos em JPEG e tá… é perfeitamente normal e aceitável que você continue trabalhando em cima desse formato. Só que, uma vez que você comece a editar suas imagens em cima do formato .raw, tudo muda!

Mas o que é o formato .raw?
Segundo o Wikipédia: Raw, ou formato cru, é uma denominação genérica de formatos de arquivos de imagens digitais que contém a totalidade dos dados da imagem tal como captada pelo sensor da câmera fotográfica. Tais formatos não podem ter aplicada a compressão com perda de informação, como ocorre com o popular JPEG.

Ou seja, é o negativo da sua foto. Nesse formato, não há compressão e a qualidade da foto é preservada na íntegra. Exemplificando: Quando você tira uma foto em JPEG, mesmo usando no modo manual e aplicando todos os recursos de iso, abertura e etc, ao passar para esse formato, o sensor de sua câmera aplica instantaneamente uma série de tratamentos em cima de sua imagem. Já no caso do formato Raw isso não acontece. Todas as configurações manuais aplicadas são preservadas, sem adições de tratamentos. Sendo assim, quando você passa a imagem em raw para o computador e consequentemente para o editor (no caso, o Lightroom) a edição será feita com mais fidelidade. O único empecilho desse formato é que ele não abre em qualquer editor e no visualizador de imagens do Windows, por isso é recomendado que você converta esse formato para a extensão DNG – (digital negative – negativo digital) e isso pode ser feito no próprio Lightroom, no momento da importação.

O que eu noto é que muitas vezes tendo programado bem a câmera e usando no formato raw para fazer determinada foto, no momento em que importo para o Lightroom acabo nem precisando corrigir muitas coisas. Na dúvida, é só acompanhar o histograma localizado na coluna direita, logo acima. Se você nunca ouviu falar nisso, recomendo essa leitura. Obviamente que não é sempre que dou sorte e que a luz é boa (apesar de eu me esforçar bastante), quando isso acontece é só compensar na exposição/contraste, realces e sombras, reduções de ruídos que tudo se ajeita.

No Lightroom também existem os presets que nada mais são do que pré-definições de edição. Eles servem para otimizar o tempo do fotógrafo. Ou seja, uma vez que você salve suas pré-definições (exemplo – foto em preto e branco ou vinhetas, entre outros) e queira utilizá-las em uma quantidade x de imagens de uma só vez, é só aplicar o preset escolhido. Assim, você não precisará editar uma foto de cada vez. Você tanto pode usar os que já vem nele, como também criar os seus. Outro recurso bacana é a forma de catalogar imagens, inserir seus direitos autorais e poder exportar suas fotos de forma também otimizada com pré-definições.

Quando eu uso o Lightroom?
Todas as fotos que vocês veem aqui das minhas maquiagens, especialmente as de tutoriais são trabalhadas com ele. Paralelo ao blog, também utilizo o Lightroom para trabalhar as fotos do JC Amigas da Beleza e claro, dos books que realizo profissionalmente. Como falei acima, é o editor que mais gosto. Além de amar fotografia, aprendi a gostar da parte de edição através desse programa. Ele tem uma interface bem intuitiva e se você já tem um certo conhecimento de fotografia, recomendo que estude sobre ele.

Na internet existem muitos tutoriais em vídeo e eu aprendi muito assistindo aos vídeos desses dois canais: Letra na FotoBeginners Fotografia. Vale a pena o click.

Como leitura complementar, deem uma lida nestes artigos:

Mais sobre o PicMonkey

Guia do Photoscape

Como tirar fotos bem focadas

Lightroom, primeiros passos

15 Comments

  • Reply
    Fê Gonçalves
    8 de janeiro de 2015 at 6:09 pm

    Que post perfeito, dicas valiosas!!! Vou olhar esses links e estudar mais, obrigada por compartilhar, Joy. Beijos

  • Reply
    Steffany
    8 de janeiro de 2015 at 6:59 pm

    Desses, só conhecia o PhotoScape, que é o mais comum, né? Hehe. Adorei saber sobre os outros, acho que baixar. 😉

    Convido você e suas leitoras a conhecer o meu blog e canal, os links são esses:
    Blog: http:// soentreamigas15.blogspot.com
    Canal: http://youtube.com/stefanyluar.
    Beijos! | @steffanylopess

  • Reply
    Clay
    8 de janeiro de 2015 at 7:14 pm

    Muito bom!! Uso muito tbm o Pixlr Editor =) a ferramentas são excelentes

    • Joyce Braga
      Reply
      Joyce Braga
      9 de janeiro de 2015 at 7:48 pm

      @Clay, Hum.. já ouvi falar desse! Vou pesquisar mais sobre! Beijocas

  • Reply
    Rita Alan
    8 de janeiro de 2015 at 11:09 pm

    Já estou in love com esse editor lightroom, pena que não tenho ;(
    Parabéns pelo post miga, esta top <3

  • Reply
    Cris Magaldi
    8 de janeiro de 2015 at 11:39 pm

    Joyce, adorei o post! Primeiro porque uso o Photoscape, porém só para montagens e agora que vi sua indicação para edição, vou dar uma olhada e testar!
    Já o picmonkey eu acessei o site essa semana, porque queria uma montagem de fotos melhor! Mas achei meio confuso pelo site, então vou tentar ver e eu baixo!!!
    Quando ao lightroom eu não uso e por enquanto não vou usar porque ele é bem profissional rsrs!!! Quem sabe um dia…mas adorei a dica e tudo que você citou sobre ele e os detalhes sobre as foto!!!
    Obrigadaaa
    Beeeijos!

    • Joyce Braga
      Reply
      Joyce Braga
      9 de janeiro de 2015 at 7:47 pm

      @Cris Magaldi, Oi Cris! Que bom que você gostou da postagem.
      Recomendo que você dê uma estudada sobre o Lightroom. Ele é muito bom!!!
      Um beijão pra vc!

  • Reply
    Paula Souza
    9 de janeiro de 2015 at 5:28 pm

    Sempre esqueço de começar a colocar minhas fotos para raw D: Primeiro quero aprender a mexer no Lightroom ou no Photoshop, pra depois começar a usar esse tipo de arquivo. Arrasou no post amiga. Eu amo/sou Picmonkey hahahha faço muitas coisas lá <3

    Beijão Joy!

    • Joyce Braga
      Reply
      Joyce Braga
      9 de janeiro de 2015 at 7:45 pm

      @Paula Souza, Po amiga tá marcando bobeira. Coloca logo.. vc vai ver na edição como faz toda a diferença!
      Beijinhosssssssssssss

  • Reply
    Lia Lima
    10 de março de 2015 at 1:50 pm

    Adorei as dicas!!!! Vou explorar . Vc é leonina como eu, adorei!!!

  • Reply
    Rita Alan
    10 de março de 2015 at 1:50 pm

    Já estou in love com esse editor lightroom, pena que não tenho ;(
    Parabéns pelo post miga, esta top <3

  • Leave a Reply